Total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

PROCEDIMENTO DE TESTE HIDROSTATICO DE TUBULAÇÕES




PROCEDIMENTO DE TESTE HIDROSTATICO DE TUBULAÇÕES



Antes de se iniciar o teste de pressão de qualquer sistema de tubulação, deve ser realizado um exame visual de todas as linhas que compõem o sistema, observando-se, no mínimo, os seguintes pontos:

1.   Conformidade com o projeto;
2.   Acabamento externo quanto a respingos de soldas provisórias, escorias de eletrodos e outros defeitos;
3.    Os locais de ancoragem e guias, das linhas de aquecimento soldadas à linha principal;
4.   As soldas dos suportes, para verificar a ausência de defeitos na linha principal;
5.   O sistema de tubulação deve ser inspecionado quanto à execução da limpeza;
6.   Deve ser verificado se todas as juntas de vedação provisórias foram substituídas pelas definitivas especificadas pelo projeto.


TESTE DE PRESSÃO

 

Preliminares do Teste


1.   Antes da execução dos testes devem ser adotadas as necessárias medidas de segurança, principalmente naqueles lugares em que por sua localização, represente em caso de falha, perigo para o pessoal ou para as instalações adjacentes.
2.   Antes do teste devem ser removidos os seguintes equipamentos e acessórios: purgadores, separadores de linha, instrumentos, controladores pneumáticos, e todos os dispositivos que causem restrição ao fluxo.Os discos de rutura, válvulas de segurança, e de alivio devem ser isoladas do sistema.Todas partes retiradas devem ser substituídas por peças provisórias onde necessárias.
3.   Nos limites de teste, o fluido de teste deve ser bloqueado através de flange cego, raquete, tampão, chapa de bloqueio ou bujão.
4.   As ligações existentes nos limites do sistema, bem como aquelas situadas na entrada de equipamentos, devem ser verificadas durante a pré-operação.
5.   Todas as válvulas devem estar sujeitas ao teste de pressão, inclusive a de bloqueio situadas nos limites do sistema, devem ser raquetadas no flange a jusante dos itens.
6.   No teste de pressão são verificadas a ligação da válvula com a linha, o corpo e o engaxetamento.Válvulas de controle não devem estar incluídas no sistema de teste de pressão
7.   As válvulas de retenção devem ser pressurizadas no sentido da abertura; se isto não for possível, deve-se travar a parte móvel na posição aberta.Todas as outras válvulas devem ser mantidas na posição aberta.
8.   Todas as parte estruturais (suporte, pendurais, guias, batentes e ancoras) devem ser ligadas ao sistema de tubulação antes do teste de pressão.
9.   Deve-se fazer uma inspeção de todo o sistema de suportes das tubulações para se avaliar previamente o seu comportamento quando da aplicação do fluido de teste, por ser freqüentemente mais pesado que o fluido circulante.
10.            Devem ser instalados, no mínimo, 02 manômetros sendo um no ponto mais alto, e o outro no ponto de menor elevação do sistema.
11.            Devem ser usados manômetros adequados à pressão de teste de tal forma que a leitura esteja entre 1/3 e 2/3 da escala que as divisões sejam no máximo de 5% da pressão de teste, com mostrador de diâmetro mínimo igual a 75 mm. Os manômetros devem estar em perfeitas condições, testados e aferidos a cada 03 meses.
12.            Em tubulações novas todas as juntas devem ser deixadas expostas, sem isolamento, revestimento ou pintura, para exame durante o teste.



Temperatura de Teste


  1. A temperatura de teste mínima para o teste de pressão é de 10°C. Quando o equipamento for testado em conjunto com as tubulações deve ser respeitada a temperatura mínima especificada para o fluido de teste do equipamento, conforme definido nas condições operacionais.


 

Fluido de Teste


 

1.   O fluido a ser usado deve ser água doce, limpa, não agressiva ao tubo e internos de válvulas, isenta de hidrocarbonetos, a não ser que seja explicitamente contra indicado no projeto.Se necessário, devem ser adicionados à água inibidores de corrosão e bactericidas, levando-se em conta o local de descarte.

  1. Em tubulação de aço inoxidável, o teor de cloreto na água do teste não deve      ultrapassar 50 ppm.
  2. Caso não seja possível o uso de água potável para o teste de pressão, é possível uma das seguintes alternativas: A) Hidrocarbonetos líquidos; B) Ar; C) Gás inerte.
  3. Caso seja usado o teste com hidrocarbonetos, devem sr observados as seguintes condições;

    • Antes de iniciar o teste, deve ser feito um teste preliminar com ar, a uma pressão não superior a 0,15Mpa(1,5kgf/cm2), com o objetivo de localizar os defeitos maiores.
    • O fluido deve ter ponto de fulgor maior ou igual ao maior dos valores: a) 60°C; b) temperatura do teste acrescida de 10°C.





Pressão de Teste



  1. O sistema será testado com 1,5 vezes da pressão de operação que é de 250 kgf/cm2, sendo a pressão de teste de 375 kgf/cm2.


Aplicação da Pressão, Constatação de Vazamento e Final de Teste.



  1. A pressão hidrostática deve ser aplicada, lenta e gradualmente, ate que a pressão de teste seja atingida, sendo mantida durante o tempo necessário para que o sistema seja totalmente verificado, iniciando-se a inspeção somente após 15 minutos do instante em que se atinge a pressão de teste.Após este procedimento o sistema devera permanecer pressurizado, com a pressão de teste por no mínimo 24h.
  2. Quando o sistema de tubulação e os equipamentos forem preenchidos com liquido de teste, suas válvulas de respiro devem estar completamente abertas.Na falta de válvulas de respiro nos pontos altos, devem ser colocadas válvulas provisórias para garantir a completa remoção do ar.
  3. Não é permitido o martelamento de tubulações durante o teste de pressão.
  4. No caso de detecção de defeitos no teste de pressão, o sistema deve ser despressurizado, drenado, e o local do defeito secado, antes do reparo.Em tubulações verticais é aceitável reduzir o nível do liquido de teste abaixo do local do reparo.Toda a tubulação reparada deve ser retestada.
  5. Após o teste e remoção dos bloqueios, a tubulação deve ser identificada como TESTADA, em local de fácil visualização.
  6. Após o teste, deve ser complementada a proteção(pintura/isolamento/revestimento)das ligações expostas.
  7. Devem ser remontados os elementos e acessórios que foram retirados para execução do teste de pressão e removidos os travamentos das juntas de expansão, das válvulas de retenção, dos suportes de mola e demais dispositivos auxiliares de teste.


Teste de Tubulação Durante a Manutenção.


  1. Durante a manutenção das tubulações, o teste de pressão só se faz necessário quando houver reparos ou modificações com solda ou aumentadas condições de projeto.